Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG (31) 9357-1951 | (31) 3292-7257 contato@evotekone.com.br
Qual é a diferença entre endocrinologista e nutrólogo?

Qual é a diferença entre endocrinologista e nutrólogo?

As semelhanças entre as duas especialidades médicas que podem levar à confusão – Qual é a diferença entre endocrinologista e nutrólogo

Qual é a diferença entre endocrinologista e nutrólogo? – Ao se identificar o sobrepeso, são frequentemente indicadas as consultas a dois profissionais da saúde: o endocrinologista e o nutrólogo.

Por esse motivo, muitas pessoas criam a falsa ideia de que a função de ambos é orientar o processo de emagrecimento, procurando-os pelos motivos errados, e, ainda, confunde-se o que é realizado por um e por outro.

Além disso, os dois médicos tratam muitas doenças em comum, que podem ter tanto causas da especialidade do primeiro quanto do segundo, ou até dos dois. Apesar de endocrinologia e nutrologia serem ambas especialidades médicas e terem tais semelhanças, cada uma tem sua área de atuação, sendo necessário procurar um endocrinologista e um nutrólogo por motivos diferentes.

O que faz o endocrinologista – Qual é a diferença entre endocrinologista e nutrólogo?

A endocrinologia, como o próprio nome diz, é a especialidade médica que engloba as atividades do sistema endócrino, compreendendo o funcionamento das glândulas, que produzem os hormônios e os liberam na corrente sanguínea, como no caso das glândulas endócrinas, ou expelem substâncias do corpo, como no caso das glândulas exócrinas.

Alguns exemplos de glândulas endócrinas, responsáveis pela liberação dos hormônios no sangue para que eles realizem suas funções no organismo, são as suprarrenais, que respondem ao stress liberando hormônios corticosteroides como o cortisol e a adrenalina, e a tireoide, que produz hormônios responsáveis pelo estímulo do metabolismo como a tiroxina e a triodotironina.

Já no caso das glândulas exócrinas, o principal exemplo é o das sudoríparas, que produzem o suor, por meio do qual são  liberadas do corpo substâncias tóxicas e é possível a regulação da temperatura corporal.

Existem, ainda, glândulas endócrinas e exócrinas, como o pâncreas, que produz hormônios muito importantes para o funcionamento do organismo como a insulina e o glucagon, mas também secreta o suco pancreático composto por enzimas digestivas.

Dessa maneira, o médico endocrinologista atua em uma área muito ampla englobada pelas disfunções hormonais, como alguns casos de obesidade, a diabetes, os distúrbios na menstruação, os distúrbios tireoidianos, as anormalidades no crescimento, a andropausa, as irregularidades nos níveis de colesterol e triglicérides, as doenças da hipófise, da suprarrenal e da tireoide, o excesso do pelos, a alteração hormonal na puberdade e a reposição de hormônios na menopausa.

Assim, a consulta com esse médico se faz necessária com intervalos de tempo não muito longos para que seja feita a checagem do sistema endócrino, cujo bom funcionamento é essencial para o organismo, mas principalmente ao identificar mudanças repentinas no corpo, que podem ser explicadas por distúrbios hormonais que poderão ser tratados.

Qual é a função do nutrólogo – Qual é a diferença entre endocrinologista e nutrólogo?

Qual é a diferença entre endocrinologista e nutrólogo? –  Já os nutrólogos, médicos especializados em nutrologia, também são frequentemente confundidos com os nutricionistas, profissionais formados em nutrição.

A nutrologia é a especialidade médica dedicada a prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças relacionadas à alimentação e à falta ou ao excesso de determinados nutrientes.

Assim, a área de atuação dos médicos nutrólogos leva em consideração as substâncias benéficas e maléficas para o corpo presentes em cada alimento, que a ingestão do nutriente não assegura sua síntese e absorção e que o comportamento alimentar influencia os mecanismos regulatórios endógenos, para, assim, eles identificarem possíveis hábitos alimentares que estejam causando ou possam causar doenças como as obesidade, a hipertensão arterial, a diabetes e as infecções gastrointestinais, de maneira a iniciarem os tratamentos e mudanças no comportamento alimentar necessários.

Nessa perspectiva, fica perceptível a necessidade de acompanhamento periódico de um nutrólogo para evitar ou tratar possíveis doenças advindas de hábitos alimentares inadequados.

Leave a comment