Praça Raul Soares, 85 - Belo Horizonte - MG (31) 9357-1951 | (31) 3292-7257 contato@evotekone.com.br
levedo de cerveja

Levedo de cerveja

Levedo de cerveja – As leveduras de cerveja, ou levedo de cerveja, são feitas de Saccharomyces cerevisiae (S. cerevisiae), um tipo de levedura que tem sido usado na fabricação de cerveja e panificação desde os tempos antigos.

O levedo de cerveja foi originalmente produzida como um subproduto da cerveja e tem um sabor amargo. Atualmente, é seco e usado como suplemento nutricional.

  1. cerevisiae tem uma ampla gama de efeitos benéficos para a saúde, como a redução do colesterol, o aumento do sistema imunológico, a diminuição da inflamação e o alívio dos sintomas da tensão pré-menstrual (TPM).

Estes efeitos são atribuídos ao perfil nutricional da levedura. É uma rica fonte de vitaminas B, que suportam o metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas. A levedura de cerveja também é rica em ferro, selênio, zinco e potássio. É também uma boa fonte de proteína, fornecendo aminoácidos essenciais que o organismo não faz por si só.

No entanto, o perfil nutricional varia dependendo do meio em que o levedo é cultivado, como é processado e se nutrientes foram adicionados.

Levedo de cerveja suplementar é cultivado em um meio de milho e outros tipos de grãos. É conhecido por ser rico em proteínas, vitaminas do complexo B e, geralmente, cromo.

A levedura nutricional também é uma boa fonte de proteínas e vitaminas do complexo B, mas contém pouco ou nenhum cromo. Geralmente é fortificada com vitamina B12 e ácido fólico (B9).

– Benefícios do levedo de cerveja

– O levedo de cerveja é benéfico para diabetes tipo 2

A levedura de cerveja é naturalmente rica em fator de tolerância à glicose, um composto que contém uma forma biologicamente ativa de cromo.

O fator de tolerância à glicose diminui os níveis de açúcar no sangue, triglicérides e LDL (“ruim”) e aumentou os níveis de colesterol HDL (“bom”) em ratos diabéticos e humanos com diabetes tipo 2.

Também previne o dano renal e ocular em animais diabéticos.

O fator de tolerância à glicose atinge esses efeitos por mimetizar a insulina, podendo:

– Ativar proteínas envolvidas nas vias de sinalização da insulina

– Melhorar o transporte de glicose

– Promover armazenamento de glicogênio

O fator de tolerância à glicose também aumenta a atividade da insulina, ajudando-a a se ligar às células [R, R].

– Auxílio na perda de peso

Em um estudo (DB-RCT) de 54 homens e mulheres obesas, a levedura de cerveja reduziu o peso corporal e a gordura do estômago, sem quaisquer efeitos negativos sobre a massa corporal magra.

Estes resultados coincidem com dados de estudos anteriores em animais e humanos (DB-RCT) mostrando diminuição do peso corporal e da gordura corporal após a suplementação de levedura.

O levedo de cerveja (de S.cerevisiae) reduz a grelina do hormônio da fome no organismo, o que pode explicar em parte a perda de peso corporal

Também diminui a produção de gordura, reduzindo a atividade das enzimas hepáticas necessárias para a produção de ácidos graxos.

Além disso, o ribosídeo de nicotinamida (encontrado na levedura de cerveja e nutricional) aumenta as enzimas envolvidas na queima de gordura (sirtuínas) e uso de energia, aumentando assim a perda de peso.

Ajuda na prevenção de doenças cardíacas

Uma dieta rica em levedo de cerveja pode reduzir o risco de doença cardíaca, melhorando os níveis de colesterol e pressão arterial.

As leveduras de cerveja contêm muitas vitaminas e minerais que reduzem o colesterol:

– Beta-glucanos

– Niacina (que também aumenta os níveis de HDL)

– Ribosídeo de nicotinamida

– Fator de tolerância à glicose

O consumo diário de levedo de cerveja reduz os níveis de colesterol LDL e triglicerídeos e aumentou o colesterol HDL em diabéticos tipo 2 com colesterol alto.

Além de diminuir o colesterol, a levedura de cerveja também reduz a pressão sanguínea.

– Melhoram a saúde do intestino

O levedo de cerveja ajuda a promover a função intestinal ideal através das seguintes ações:

– Eliminar as bactérias ruins enquanto suporta bactérias boas

– Evitar que bactérias prejudiciais e toxinas fúngicas se colem aos intestinos

– Auxiliar a absorção de nutrientes aumentando a área de superfície intestinal

– Preservando a integridade da barreira intestinal

– Diminuição das chances de inflamação

Muitos destes efeitos são mediados pela presença de prebióticos e probióticos presentes no levedo de cerveja. Por causa disso, a S.cerevisiae pode ajudar a tratar algumas doenças intestinais.

– Melhoram a atuação do sistema imunológico

Os beta-glucanos (açúcares encontrados nas paredes celulares de leveduras, bactérias e fungos) podem ativar o sistema imunológico e aumentar a resposta imune. Esses açúcares aumentam a função das principais células do sistema imune inato, incluindo macrófagos, neutrófilos e células de combate.

Os beta-glucanos ligam-se a receptores específicos nestas células, iniciando uma ampla variedade de respostas imunitárias benéficas (por exemplo, produção de citocinas anti-inflamatórias).

– Aumento na energia, disposição e melhora do humor

O levedo de cerveja é uma fonte natural de nucleotídeos. Os nucleotídeos melhoraram a resistência e a recuperação pós-treino em atletas, indicando que a levedura nutricional e de cerveja pode ser usada para reduzir a fadiga.

Pessoas com síndrome da fadiga crônica são frequentemente deficientes em muitos nutrientes, o que pode piorar os sintomas. Um suplemento nutricional baseado no levedo de cerveja pode melhorar a função cognitiva e o humor em pacientes com síndrome da fadiga crônica.

A levedura de cerveja contém lítio, um elemento tradicionalmente usado para tratar distúrbios do humor. Existem evidências que, naturalmente, a levedura de cerveja rica em lítio melhorou o humor em ex-usuários de drogas.

– Melhora da saúde cerebral e função cognitiva

O levedo de cerveja é uma fonte natural de ribosídeo de nicotinamida, uma forma de vitamina B3 que é um precursor do nicotinamida adenina dinucleotídeo. O ribosídeo de nicotinamida pode ajudar na proteção das células cerebrais contra doenças neurodegenerativas.

– Auxílio na função da tireoide

As leveduras de cerveja são boas fontes de selênio, um mineral essencial para a função da glândula tireoide e para a produção de hormônios tireoidianos. O levedo de cerveja pode ser usado para prevenir e reduzir os sintomas de pessoas com disfunção na glândula.

– Promove a fertilidade

A levedura de cerveja contém zinco, um mineral essencial para a saúde reprodutiva masculina. O aumento dos níveis de zinco nos homens inférteis melhora a contagem de espermatozoides, a qualidade dos espermatozoides e a fertilidade masculina.

– Efeitos colaterais e riscos do consumo de levedo de cerveja

A levedura de cerveja é geralmente segura, mas pode causar infecções em pessoas com sistema imunológico debilitado. Pessoas com infecções fúngicas (incluindo cândida) ou alergias a leveduras devem evitar leveduras de cerveja e nutricional.

A ingestão dietética do levedo de cerveja pode aumentar a gravidade da doença de Crohn e doença celíaca em pessoas com tais condições.

As pessoas que têm pedras nos rins e gota devem evitar levedura de cerveja e nutricional (devido ao seu alto teor de purinas).

A levedura nutricional e de cervejaria pode piorar os sintomas em pacientes com dermatite.

Leave a comment